Posts Tagged 'Mudanças'

Pronto, meu surto era inevitável!

inevitavel

“Nada acontece por acaso, neste mundo, só existe o inevitável.”
Quando eu era criança e minhas tardes se resumiam a ver desenhos esta frase me marcou muito. Na época, ela me fascinou pois fazia um fechamento perfeito para o enredo de um anime desenho japonês. Entretanto, hoje em dia, levando para a minha vida, percebo cada vez mais como o inevitável sempre está nos influenciando.

Desde pequenas coisas, como estar no lugar certo na hora certa, até na escolha do curso da faculdade, as vezes eu sinto como se eu estivesse sendo conduzido no vai e vem da caixinha de surpresas do universo, mas diferente da filosofia de vida “deixa a vida me levar”, são necessárias algumas etapas para que aquilo aconteça, quase como pré-requisitos para o inevitável.

Mas aí você questiona, é claro que se você fizer tal coisa, você terá determinada conseqüência, é a lei básica da ação e reação, logo não existe o inevitável. Eu até concordo neste ponto, porém a diferença é que o esforço que você precisa para tudo dar certo é bem menor no inevitável. Por exemplo, na semana do post da mudança, eu estava querendo mudar toda a minha vida, mas então parei, pensei e tomei uma decisão óbvia do que já estava embaixo do meu nariz. No mesmo dia o inevitável começou a agir, mesmo sem comunicar minha mudança para ninguém propostas surgiram, oportunidades apareceram e tudo o que eu havia feito nos últimos 2 anos, de repente, assim como a frase, fez sentido, tudo foi colado e quando eu vi eu estava no topo de uma escada, segurando o inevitável.

O que eu tenho aprendido com o inevitável é que eu não posso parar, nunca, afinal, algum dia tudo o que você fez e aprendeu, mesmo sem conexão alguma, vai fazer todo sentido. E você, já se encontrou com o inevitável?

Anúncios

Pronto, surtei com os labirintos da vida!

labirintos_da_vida

Quadro de Gustav Klimt

Em certos momentos da vida chegamos a um ponto onde podemos escolher entre duas estradas, aquela que já conhecemos, apenas um círculo que nos fará voltar sempre ao mesmo lugar, ou podemos escolher uma estrada nova, que talvez nos leve tanto para um novo lugar quanto, também, para o mesmo ponto. Conhecer a estrada é sempre cômodo,você evita problemas e não importa o que você faça, ela sempre continuará passando pelos mesmos lugares. Infelizmente, sempre existe um porém, a vista, outrora maravilhosa, enjoa, aquela árvore imponente, agora, olhando de perto, não é nada mais do que um simples galho, aquele rio que você precisava de ajuda para atravessar, não é mais tão difícil e o tempo que você leva para percorrer a estrada diminuiu, muito, fazendo você voltar sempre ao mesmo ponto e se questionar, será que eu devo?

Muitos dirão, larga de ter medo e arrisque-se. É fácil pensar assim, é fácil ser idiota e não ter medo de dar novos passos e não ter medo das conseqüências. Infelizmente, para essas estradas não existem mapas, nem informações suficientes de pessoas que já a trilharam que faça uma previsão exata de como será o seu desempenho nessa aventura. Você pode descobrir que ela é mais tranqüila do que você imaginava, os morros que você avistava, de perto são bem mais fáceis, além de que você pode encontrar alguém que vai te ajudar pelo caminho. O maior medo é que você nunca mais voltará para a mesma velha estrada. Será que vale a pena abrir mão de tudo por uma nova aventura, ou se arrepender de não ter ido? Será… Será?…